quarta-feira, fevereiro 28, 2007

ESCLARECIMENTO | Sobre a biografia do Markl

Dar a mão à palmatória

A Doca errou. Errou porque não informou os leitores conforme os requisitos exigidos pela ERC. Assim, esclarecemos: no post publicado ontem - relativo à biografia de um "humorista" português -, assumimos numa das fotos que Nuno Markl (o português) estava ladeado pelo canídeo «Sharik». É falso (e já foi desmentido pelo próprio). Eis a verdadeira foto:

Sobre o item «Marketing Viral», a Doca sente-se no dever de acrescentar que Borat foi o modelo escolhido por Nuno Markl para dar corpo às suas... roupas? Sim. Chamemos-lhe isso. Portanto - e ao abrigo do código 398515738/2007, que consta nos regulamento nº 3388720/5724, da ERC, publicamos a imagem que merece ser do conhecimento público:

A Doca informa que também vende coisas. Não são de marca, mas os artigos têm estilo e uma notável durabilidade (meramente no caso de utilização moderada. Não dispensa a consulta do prospecto original. Garantia de acordo com a legislação em vigor). Eis um belo exemplo:

E, finalmente, mostramos a nova identidade da Doca. O nosso gráfico esmerou-se, hein? E pensar que aquele logótipo tão especial, que andávamos à procura há meses, permanecia ali mesmo, adormecido numa gaveta perdida no sótão...


terça-feira, fevereiro 27, 2007

DOCA BIOGRAPHY | Nuno Markl para principiantes

O Marco Paulo da comédia

No ano de 1971 nasceu Nuno Frederico Correia da Silva Lobato Markl. Portador de um nome digno de um funcionário público, Nuno Markl enveredou desde muito cedo por uma carreira no mundo da rádio. Começou a fazer emissões experimentais em casa, numa cave na zona de Benfica, a partir de um aparelho "martelado" (o suficiente para levar a sua voz até ao rádio do vizinho que estava no terceiro andar).

Torna-se sócio das Produções Fictícias e assume a autoria de diversos programas radiofónicos. Pelo caminho, faz programas de televisão e escreve livros. A polémica «Última Ceia» (protagonizada por Herman José) fá-lo ir à igreja mais próxima, no primeiro domingo a seguir à exibição da rábula. Aí encontra o Padre Frederico. Markl foge. E o Padre também.

A sua predilecção por animais leva-o a adoptar o canídeo que, ainda hoje, o acompanha. «Sharik» é o nome da feroz criatura (que Markl, há poucos meses, decidiu capar). O cão/cadela vive uma profunda crise de identidade sexual. Markl também.

O negócio na área do pronto-a-vestir é a mais recente aposta deste grande humorista. No seu site (ver AQUI) vende t-shirts e roupa interior para gajo e gaja.

E não se queixa.

domingo, fevereiro 25, 2007

MÚSICA | Edições de luxo

Santana Hendrix, Paul Turner & Zé Teclas

A recém-criada editora «Dó-Ré-Mi», do grupo «Fá-Sol» (ao qual pertence a marisqueira «Lá-Si») acaba de colocar no mercado um CD triplo para coleccionadores. Trata-se de «Santana Hendrix, Paul Turner & Zé Teclas - The Very Best-Off», cuja edição está limitada a 250 exemplares. Esta magnífica obra (remasterizada pelo DJ Cavaca Le President) foi produzida em Londres, no reputado Sound Bit Mark Mendes Home Studio.

terça-feira, fevereiro 20, 2007

PUBLICIDADE | O maravilhoso mundo da web

domingo, fevereiro 18, 2007

EVENTOS | Um espectáculo que é um estoiro

quinta-feira, fevereiro 15, 2007

ÚLTIMA HORA | O outro lado de Mona Lisa

Orgásmico

Um cliente assíduo da Doca tomou a liberdade de nos remeter uma embalagem de Antrax, uma boneca insuflável, um pacote de vinho tinto do Lidl e uma caixinha com uma cassete VHS. No conjunto deste maravilhoso cabaz a cassete foi, de facto, o objecto que mais estranheza nos causou (talvez por estarmos demasiado habituados a beber vinho do Lidl com Antrax enquanto brincamos com as bonecas).

A equipa da Doca reuniu e visionou o conteúdo da VHS supra-citada. E estamos em condições de garantir que temos em nosso poder um vídeo caseiro exclusivo da Mona Lisa, cuja acção decorre numas cavalariças. O filme dura 25 minutos e, pelo que apurámos, a realização terá sido da responsabilidade de Leonardo Da Vinci (que é também autor do argumento, operador de câmera, sonoplasta, aderecista, maquilhador e costureiro).

Desde já, a Doca lança o repto às revistas da especialidade, perguntando se não há por aí nenhuma publicação que queira fazer uma oferta bondosa pelos 25 minutos estonteantes de Mona Lisa rodeada por cavalos.

terça-feira, fevereiro 13, 2007

SEGURANÇA PÚBLICA | Polícia à séria

PSP vai patrulhar o rio Tejo

A Policia de Segurança Pública passará a efectuar o policiamento do Rio Tejo, desde Vila Franca de Xira até às portas de Lisboa. A medida prevê combater a pesca ao Meixão e o excesso de velocidade de algumas traineiras. Para o efeito, a PSP recebeu viaturas anfíbias, recentemente adaptadas. Como não há dinheiro para a gasolina, a PSP espera que o vento sopre de feição.

O PAÍS E O MUNDO | Resultados da visita à China

Cópias de José Sócrates no mercado negro

Centenas de cópias ilegais de Josés Sócrates estão a ser vendidas no mercado chinês por pouco mais de dois euros e meio. Um alto dirigente da diplomacia de Pequim assegura que as cópias são bem mais completas do que o original e já trazem o Windows Vista instalado.
O Primeiro-Ministro português está a ser um verdadeiro sucesso de vendas no Oriente. "Para além de correr tanto como um Obikuelo ainda consegue articular até 1.500 palavras consecutivas e despedir funcionários públicos à razão de dois por hora", confidenciou YoDaTuLa, um dos criadores desta maravilha da tecnologia.

NOTA: Fato de treino Adidas (modelo Fidel castro) não incluído.

ESTADO DE SÍTIO | No rescaldo do terramoto

Conselhos sábios

Lisboa e arredores tremeram. Segundo os sismólogos, este foi o maior abalo da terra nos últimos 30 anos. O assunto mereceu destaque imediato na telefonia. Do aparelho, saem os conselhos sábios de uma especialista que aconselha o povo a ter um kit de sobrevivência em casa. Que esse kit deve ser colocado na parte de baixo dos móveis da cozinha e que deve conter um extintor, uma lanterna, pilhas, água e muita comida enlatada diversificada.
Está-se mesmo a ver: depois do prédio desabar, depois de levarmos com 100 toneladas de vigas em cima do lombo e depois de ficarmos soterrados debaixo de ferro e cimento... claro que a primeira coisa que nos vem à cabeça (supondo que, no fim de tudo isto, ainda a temos) é abrir uma latinha de cavala com molho de tomate ou uma latinha de dobrada. Para saborear à luz de lanterna.

sexta-feira, fevereiro 09, 2007

Para Rivalizar com a Elsa...

Bebida afrodisíaca faz sucesso

quinta-feira, fevereiro 08, 2007

VENDIDO | Quando certos valores falam mais alto

Admiramos a forma tão solícita como o nosso cliente se dispôs a deixar um comentário (que já fizémos o favor de eliminar) afável e, sobretudo, aliciante. Bastou-lhe a nossa palavra para acreditar piamente na veracidade do conteúdo da coisa. A partir deste momento, o vídeo caseiro já não nos pertence. Pode ser que o novo proprietário decida dar a conhecer (quiçá em versão papel...) esta verdadeira obra prima do cinema contemporâneo. Parabéns, N. F. O filme é seu.

quarta-feira, fevereiro 07, 2007

FILME | Sobre a prometida estreia

Take 1

Avisámos. No domingo, entre as 9h e as 12h, o filme passou na Doca (ou melhor: esteve por breves instantes no You Tube). Aconteceu precisamente às 11h40 (mais coisa, menos coisa). Por questões óbvias, inserimos e retirámos - num abrir e fechar de olhos - o link que dava acesso ao ficheiro do You Tube.

Considerámos que os 4 minutos de exposição, à vista de todos, eram suficientes para contemplar os 35 segundos de emoção caseira (nota: 35 segundos devidamente editados e pós-produzidos). Fregueses mais chegados pedem-nos para repetir a dose. Mas entendemos que tudo tem um limite - ainda para mais quando se trata de uma prima de excelência.

No entanto, queremos também agradecer os comentários (alguns deles já apagados por conterem dados demasiadamente pessoais...) que nos foram chegado. Sobretudo por parte de algumas publicações. A quem nos pediu se podia "espreitar" a obra cinematográfica, perguntamos: quanto vale (no vosso entender) a espreitadela?...

terça-feira, fevereiro 06, 2007

CINEMATECA | Outros ângulos

A Elsa vista por João César Monteiro

SEM PECADO | Confessionário

AVISO AOS PAROQUIANOS

Assunto da catequese de hoje: «Jesus caminha sobre as águas».
Assunto da catequese de amanhã: «Em busca de Jesus»...

sexta-feira, fevereiro 02, 2007

JOGO | Sempre a bombar na Slot Machine

[powered by doca-dos-aflitos]

quinta-feira, fevereiro 01, 2007

AGENDA CULTURAL | A exibição do dito cujo

04/01/06. Entre as 9h e as 12h. Na Doca.

Ponderámos. Fartámo-nos de ponderar. E tanta ponderação só poderia resultar numa decisão inequívoca: vamos transmitir o vídeo caseiro da Elsa Raposo.
Julgamos que esta posição - tomada no Eleven, onde nos foi servido um divino foie gras aux oignons -, é a ideal para encerrar o dossier especial dedicado à Elsa. Aliás, um breve SMS (efectuado através do telemóvel do paquete da Doca), endereçado à dita cuja, teve como resposta o seguinte: «Kero q vcs se fdm! Pó Crlh!».

Em resumo: a resposta da Elsa é elucidativa e, embora nos encoraje a seguir em frente, determina que temos mesmo de pôr um ponto final nesta fixação platónica e abusiva pela Elsa. Assim, no próximo domingo, 4 de Janeiro, iremos fazer a transmissão do filme aqui no nosso estaminé. Vamos colocar o conteúdo no You Tube (um excerto de 5 minutos, devidamente editado) e, logo de seguida, daremos conta do respectivo link de acesso.

Advertência: por motivos óbvios, o vídeo ficará disponível apenas por breves instantes (algures entre as 9h00 e as 12h00, que é para concorrermos directamente com a transmissão dominical da TVI).