quinta-feira, agosto 31, 2006

VAMOS À BOLA | Jogamos ou não?!

Emocionante, emocionante...

...era assistir a uma grandiosa partida de futebol entre o Belenenses e o Gil Vicente. Isso sim, deveria ser um verdadeiro derby à moda antiga, bem ao nível, quiçá, de um Benfica-Sporting.

sábado, agosto 26, 2006

VAMOS À BOLA | É o caos, senhores, é o caos!

Vende-se...

...bilhete para uma surpreendente partida de futebol entre o Benfica e o Gil Vicente. Espectáculo garantido. Lugar privilegiado. Com direito a mariscada no final do jogo. Excelente oportunidade.

quinta-feira, agosto 24, 2006

PASSEIO DOS ALEGRES | Os loucos anos 80

Tarzan Boy

Há dias, dei por mim a vasculhar caixotes deixados ao acaso no sótão. Contornando teias de aranha e sacundindo as toneladas de pó, ainda fui a tempo de descobrir uma pérola. Salva a tempo, entenda-se, já que o sótão costuma ser o último refugo antes da morada eterna para as velharias.

O LP está intacto e apresenta poucos riscos. Até a caixa está muitíssima bem conservada. Não me lembro de onde veio este Tarzan Boy, do irlandês Baltimora. Conta-se que nos idos anos 80 o tema fez furor em muitas pistas de dança.

Não está em causa a qualidade (ou a falta dela) do intérprete e da música supra-citada, mas sim o contexto em que ele (Baltimora) e ela (a música) surgiram. Ainda hoje, pouco se sabe de Baltimora. Apenas que era reservado, tímico e irrevente. Uma homossexualidade assumida tardiamente contribuiu para o catologar negativamente.

Aos 37 anos (decorria então o ano de 1985), o Tarzan Boy invade as lojas de música no Reino Unido e nos EUA. Em poucas semanas, o single alcançou o «Top 3» dos dois países. Baltimora (Jimmy McShane era o seu verdadeiro nome) morre nesse mesmo ano. Precisamente numa altura em que a carreira parecia estar a ganhar outro sentido. O destino rasteirou-lhe a vida, vitimando-o com a maior (e mais cruel) doença de todos os tempos.

Tarzan Boy: para recordar AQUI...

quarta-feira, agosto 23, 2006

POLÉMICA | Adivinham-se "altas temperaturas"

VAMOS À BOLA | Quem sabe... nunca esquece

E fez-se «luz»!...

SOCIEDADE | O «negão» mais famoso do país

O «cobra» da Cova da Moura

Tem 42 anos, vive em parques de campismo e nunca dorme mais do que uma vez no mesmo sítio. Jacaré Paguá é um homem ambicioso. Gosta de desafios e aventura. Poucos o conhecem, mas ele conhece muitos. Jacaré é um homem solitário que, bem lá no fundo, também tem sentimentos. Mas raramento os põe a descoberto.

terça-feira, agosto 22, 2006

Visitas de partida...

Visitas na Doca

22/08/2006
Game é usado no tratamento de crianças com câncer

da France Presse, em São Francisco

Um jogo de videogame criado nos Estados Unidos para ajudar no tratamento de câncer mostrou resultados positvos em crianças. Os pacientes que jogaram o game se tornaram mais aptos a aceitar os medicamentos e ficaram mais otimistas em relação a possibilidade cura, afirma a empresa californiana HopeLab, que desenvolveu o jogo.
Em setembro, a HopeLab, centenas de especialistas em videogames, médicos e agências do governo vão se reunir em Maryland no encontro Games for Health Project para introduzir os videogames na rede de saúde dos EUA.
A reunião que deve contar com a participação de representantes do Instituto Nacional de Saúde americano, será realizado na Escola de Medicina da Universidade de Maryland, em Baltimore.
Re-Mission, como foi denominado o jogo da HopeLab, será apresentado na conferência como um exemplo. A história do game tem como centro a heroína Roxxi, uma robô de dimensões nanoscópicas que destrói as células cancerígenas do corpo humano.
A HopeLab já atendeu a mais de 30 mil pedidos de 55 países interessados nos Re-Mission, desde o seu lançamento em abril deste ano.
A empresa está agora trabalhando em jogos que ajudem no tratamento de autismo, depressão, anemia falciforme e obesidade infantil. "A conferência está se tornando uma plataforma para agências federais e ONGs se reunirem para encontrar uma forma de usar essa tecnologia dedicada à saúde", diz Ben Sawyer, organizador do evento. "Parte do nosso objetivo é mostra que tecnologias poderosas como os videogames podem ser usadas além do entretenimento."

TERRORISMO | A carta mais perigosa do baralho

EUA sob forte ameaça

"De momento, estou em pausa. Mas, em 2007, aguardem. Podem esperar um grande projecto, agora nos Estados Unidos."
José Castelo-Branco, in Record

segunda-feira, agosto 21, 2006

BOLSA | Mercado dos signos

Cotações do dia

O mercado de signos abriu hoje de forma bastante animada. Carneiro continua a ser o signo mais cotado, prevendo-se uma valorização crescente para os próximos dias. Já os nativos de Escorpião viram o seu signo descer uma posição no ranking semanal.

Os analistas admitem que a tendência deverá manter-se até ao final da semana, já que Vénus está em trânsito e, ao que consta, o tráfego está intenso. E ser virgem continua a não compensar: pela 15ª semana consecutiva, os nativos viram o seu título desvalorizar drasticamente.

Há quem teorize que tal se deve ao calor, na medida em, esta semana, 67 por cento dos virgens perderam a cabeça e deixaram de o ser.

domingo, agosto 20, 2006

SÉTIMA ARTE | Um clássico renovado

Are you talking to me?!

sábado, agosto 19, 2006

COMPORTAMENTO | O traço genuíno português

Heróis do mar

O tuga é assim. É um ser que gosta de improvisar. Tem a mania que é esperto e que já sabe tudo. Aplica termos como «o gajo» mais de 10 vezes numa frase, coça a orelha com a unha do mindinho e palita os dentes mesmo fora das refeições. O ADN do tuga diferencia-se do ADN de qualquer congénere europeu. O nosso mapa genético deve ter umas quantas duplas hélices a mais.
Cúmulo da esperteza: certo indivíduo entra por um banco adentro com o intuito de o assaltar. Factor de ameaça: armas... de plástico (medo, muito medo). Ver uma pistola de plástico a esguiçar água por todos os lados deve ser a experiência mais traumática para um assaltante.

Aposto que um tipo que faz uma coisa destas não diz «gajo», nem coça a orelha com o mindinho, nem tampouco sabe o que é um palito...

FUTUROLOGIA | A novela Simão

Vende. Não vende. Vende. Não vende...

O Benfica é muito provavelmente o clube a nível mundial que, este ano, mais transferências efectuou durante a pré-temporada. A título de exemplo, veja-se a quantidade de vezes que Simão Sabrosa já foi vendido aos clubes espanhóis e ingleses...
Para acabar de vez com tamanha especulação, a Doca sente-se na obrigação de revelar em rigoroso exclusivo a capa do diário desportivo mais vendido no país em 2014. Nesse ano, a Doca lidera a Liga de Rebuçados Dr. Bayard (actual liga Betandwin), o Sporting luta pelos lugares cimeiros da II Liga, o Benfica é comprado pelo Mourinho (ficando sedeado no Paquistão, onde Mourinho é treinador) e o FC Porto continua a fazer brilharetes na natação (a única modalidade mantida pelo clube presidido por Miguel Sousa Tavares).

sexta-feira, agosto 18, 2006

TENDÊNCIAS | O homem do século XXI

Estilo e atitude q.b.

Os consultores de imagem da Doca fizeram um retrato-robot daquele que será o metrossexual do futuro. A foto em cima, gerada a partir de um sofisticado software de modelação de imagem 3D, tenta ilustrar fielmente o «Camarinha» do século XXI.



1. Olhar à MATADOR
A ideia consiste em lançar constantes olhares provocadores às presas. Para tal, o predador terá de ter um efeito brilhante nos olhos. Esse efeito pode ser facilmente alcançado através de vários B52 bebidos de seguida.

2. Barba à CIGANO
É aquilo a que se chama o «efeito Lelo» (ou, em inglês, the Lelo's Effect). A barba de dois dias dá um toque subtil de masculinidade, atraindo assim qualquer fêmea que circule nas redondezas. Um tom «aciganado» ligeiramente acentuado durante as falas ajuda a criar ambiente.

3. Pulseira à RASTA
Parece abichanado. Mas não é. A pulseirinha de cordão (neste caso, com motivos marinhos) dá um toque subtil de feminidade (o que poderá ser uma mais valia para quem pretende atrair exemplares do mesmo sexo). Por outro lado, este acessório desperta nas fêmeas um sentimento de ternura semelhante ao que é obtido quando lhes são mostradas notas de 50 euros. Elas adoram.

4. Copo à BETINHO
Atente-se na posição da mão. Não parece digno de um macho, mas na realidade a pose assume um carácter fofinho. Revela sensualidade e sensibilidade, cuja intensidade pode ser conseguida através da disposição estratégica dos dedos ao longo do copo. A foto esconde outro truque: o boneco 3D parece estar a ingerir gin tónico. Mas não passa de água da torneira. O que conta, afinal, é a ilusão óptica para persuadir a bela fêmea.

quarta-feira, agosto 16, 2006

VERÃO | Mau tempo no canal

Tempo marado

Ridículo é estarmos em Agosto e, no meio de uma saída programada para a praia, termos de ir a correr para o sótão procurar um guarda-chuva. Mas mais estúpido é haver mesmo uma razão plausível para o fazermos. Afinal, está a chover. Em pleno mês de Agosto.
E a avaliar pela quantidade de chuva e trovoadas agora anunciadas via TV, creio firmemente que vem por aí um temporal digno de um, vá lá, El Nino. O melhor é ir buscar já o guarda-chuva.

ESTADO DE SÍTIO | A ameaça

"Estou preparado para regressar à televisão"

A afirmação de José Castelo-Branco faz-nos antever o pior. Numa entrevista publicada recentemente numa revista qualquer da moda, o homem (com «M») diz que está preparado para regressar à TV. O Castelo-Branco está. Nós é que não.

segunda-feira, agosto 14, 2006

FIDEL | Pontos de vista...

O segredo...

domingo, agosto 13, 2006

LIÇÃO DE VIDA | A pantera voadora

A voar

Francis voa como ninguém. E quase pede desculpa pelo facto de bater tudo e todos. Há muito que não se via tamanho exemplo de humildade. Arrepia ouvir Obikwelu falar de um passado que lhe foi hostil. Talvez as agruras tenham contribuido para lhe fortalecer as pernas. A pantera nigeriana é a prova de que o mundo ainda não está perdido e que Deus faz jus ao seu nome.

sábado, agosto 12, 2006

BOMBAS | Cada país tem a sua...

... e a nós calhou-nos esta.


terça-feira, agosto 08, 2006

SINAIS DO TEMPO | Olhando para a lista de compras

Escassez ou especulação?

Lembro-te dos meus avós darem valentes cajadadas nos galhos das oliveiras. Por baixo das árvores, um enorme panal acolhia deleitadamente as azeitonas já pálidas do sol. Confesso que não dava nada por aquilo. A produção era limitada e não via como compensar tamanho desgaste físico. Mas compreendo agora a razão do esforço. A verdade (e a lista de compras não deixa mentir) é que o azeite está mais caro do que a gasolina. Se é certo que quase sempre assim foi, não é menos verídico que, mais do que nunca, isto hoje está como nunca esteve.

quinta-feira, agosto 03, 2006

EXCLUSIVO | As férias loucas do gang Nha Terra 2005

Fué na passerelle

Regressado a Portugal, o homem dos biscoitos de chocolate (conhecido por «chocomen») está neste momento a frequentar uma acção de formação intensiva no gabinete do estilista Augustos.

Basicamente, o curso ensina a desfilar na passerelle - uma área que, desde criança, atraiu Fué. "Lembro-me de ir às compras e ficar horas a fio a olhar para as montras. Perdia a noção do tempo quando via um pronto-a-vestir. Na altura, era capaz de dar tudo para ter aquelas lycras e aqueles vestidos maravilhosos", conta.
Fué começa hoje de manhã a frequentar o curso e deverá terminá-lo ainda antes da hora do almoço.

quarta-feira, agosto 02, 2006

EXCLUSIVO | As férias loucas do gang Nha Terra 2005

Rafeira super motard

Para este Verão, Rafeira reservou uma agradável surpresa para os amantes das motos. Este perigoso elemento do gang Nha Terra 2005 integra a direcção do recém-criado «Forqueta Dourada Moto Clube».
Trata-se de um grupo de motards que, até Setembro, irão exibir o espactáculo «Borracha Queimada» - um super show composto por vários números em cima de uma Famel Zundapp. Durante 1 hora, Rafeira faz o pino, guia com os pés no volante e faz peões.

terça-feira, agosto 01, 2006

EXCLUSIVO | As férias loucas do gang Nha Terra 2005

Moulin Rouge

Sensualidade, diversão, loucura, palhaçada. Moitex, o «homem da objectiva pequenina» promete revolucionar o mundo do entretenimento com o show «Moulin Rouge ou as Malhadinhas de Biquinho ao Léu».
O espectáculo foi encenado pelos novatos Claudio Ramos e Serginho, contando com a participação especial do veterano Carlos Castro. Moitex encarna a personagem de Cimbalina Malmequer, uma antiga tratadora de cavalos numa herdade alentejana que, de regresso a Lisboa, assume a direcção do Cabaret da Tia Anica. O «Moulin Rouge» tem, em palco, mais de 200 figurantes.

EXCLUSIVO | As férias loucas do gang Nha Terra 2005

Luta na lama

Depois de ano e meio a tomarem esteróides, Sorapa e Joanne mostram agora o resultado final: dois corpos bronzeados e musculados, prontos para agitar este Verão.
As duas endiabradas uniram-se e criaram o «Peitorais d'Aço» - um espectáculo alucinante com a duração de uma hora que inclui luta na lama, levantamento de pesos e dança do ventre. O show estará em digressão até ao final do Verão.