terça-feira, janeiro 31, 2006

espécies ameaçadas


Seychelles Scops-owl (Scops insularis) has been downlisted from Critically Endangered to Endangered because there is new evidence that its extremely small population is stable and possibly increasing. Upland forests have increased in extent over the last 40 years due to re-growth of forests following long-term reduction of the cinnamon, coconut and logging industries. However, the species has an extremely small population that is susceptible to stochastic events and the effects of introduced taxa. Photo © Dave Currie.

sábado, janeiro 28, 2006

PROPOSTA do dia

Ler livros é saber mais

«Sexobol, Campeonato da Vida»
Autoria de Carlos Bandeira
Edição Edicon
64 Páginas
Brasil

"Fazer uma salada-russa com futebol, sexo e erotismo foi a forma de focar esses temas tão polémicos, numa viagem atlética libidinosa. No jogo do «Sexobol», para o final ser feliz, o ideal é o empate, havendo sempre golos de ambos os lados. Agora, imagine no «jogo da bandalheira» um treinador em cima do lance orientando as jogadas. Não, não entre por aí. Vá antes pelas laterais ou pela linha de fundo.
A intenção do autor, em momento algum, é a de ofender quem quer que seja. Todos os atletas têm o livre arbítrio de jogar na posição que bem entender e que lhe dê mais prazer. E ponto final."

CRÓNICA: a opinião do Dr. Iglo Crowford

A posição sexual da IURD

Dr. Iglo Crowford ao vosso serviço. É provável que o apelido lhe tenha ficado no ouvido. Longe de mim querer qualquer tipo de publicidade à custa da família, mas a verdade tem de ser escrita. Sou primo da Marta Crowford, a divinal apresentadora do programa da TVI - «AB...Sexo».
Mas, como disse, prefiro ocultar esse facto para evitar publicidade à custa da Marta que, repito, é minha prima. Em primeiro grau. Ainda ontem almoçámos juntos. Ela vai lá muita vez, à minha casa. A Marta que - não sei se já vos tinha contado -, é esposa do actor de novelas, o Filipe Crowford. Portanto, o Filipe também é meu primo. Enfim.
Mas longe de mim querer causar demasiado burburinho à custa disso. E logo eles, que são bons primos. São da família, pois então.

Esquecemos então esse pormenor insignificante (refiro-me ao facto da Marta Crowford ser minha prima para o caso de já não estarem recordados) e passo ao fundamental. Nesta crónica, darei conta das orientações sexuais contidas na cartilha de ensinamentos da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), a qual faz parte do livro «Castigo Divino». Atenção: o que a seguir se descreve é rigoramente verdadeiro.
A propósito de determinadas posições sexuais, diz o respectivo livro:

"Posição de quatro - é uma das posições mais humilhantes para a mulher, pois ela fica prostrada como um animal, enquanto o seu parceiro, ajoelhado, a penetra. Os animais são seres que não possuem espírito. Logo, o homem que faz de «cachorrinho» (com sua parceira), ficará com a alma fétida."

"Sexo Oral - o prazer de levar um órgão sexual à boca é condenado pelas leis divinas. A boca foi feita para falar e ingerir alimentos e a língua para apreciar os sabores. Informação: a mulher - engolindo o sémen - não vai ter filhos!"

"Conselho da IURD no relacionamento sexual do homem com a sua parceira: o homem, logo após penetrar a mulher, não deve encostar o peito aos seios da mulher. Deve manter uma distância, pois a fêmea deve rezar aos santos para que seu óvulo esteja sadio ao encontrar o espermatozóide. Depois do ato sexual, os dois devem rezar, pedindo perdão pelo prazer proibido do orgasmo. Como penitência, o açoite com vara de bambu é aceite como forma de purificação."

NOTA: só para lembrar que estas dicas são reais e fazem parte dos ensinamentos da igreja supra-citada no Brasil.

sexta-feira, janeiro 27, 2006

PROBLEMA: luz acesa ou luz apagada?

"O meu namorado gosta de dormir com a luz acesa. Acontece que eu gosto de dormir com a luz apagada. Por causa disto, passamos noites interinhas a discutir. Afinal, o que se pode fazer numa situação complicadíssima como esta?"


Cara leitora:
Não perca a calma. Em primeiro lugar, aconselho-a a não discutir. Isto em hipótese alguma, pois da discussão (à noite) nasce a luz (a da madrugada). O melhor que tem a fazer é trocar de quarto. Em último lugar, troque de marido.

PROBLEMA: ninguém lhe liga nenhuma

"Sou jovem, tenho 24 anos, sou loura, extremamente bonita, muito carinhosa, fui 4 vezes «Miss Beleza de Boliqueime», tenho formação superior, sou tão elegante que até mete impressão, mas ninguém me liga. Que faço? Ajudem-me."


Cara leitora:
Tenha muita calma. Passe por aqui pelo consultório o mais urgentemente possível. É só para falarmos pessoalmente. Obrigado.

PROBLEMA: ter de optar por um dos namorados

"Tenho dois namorados há mais de 4 anos. Até ontem, tinha conseguido esconder tudo um do outro. Mas agora descobriram a tramóia e exigiram que eu optasse por um deles. O problema é que não sei qual devo escolher. O que faço?"


Cara leitora:
Respire fundo. Vamos analisar o seu caso com o cuidado merecido. Ora bem, se a leitora escolher um dos dois, ficará arrependida de qualquer da maneira - dado que viverá, para sempre, a pensar que deveria ter escolhido o outro. Acreditamos piamente que a dúvida a atormentará para o resto da vida.
Portanto, na nossa óptica só lhe resta uma saída. Que é discutir com os dois. Logo de seguida, trate de arranjar outros dois.

PROBLEMA: o marido ameaça deixá-la

"Sou casada há mais de 25 anos e já tive 17 filhos, sendo que o último nasceu há dois anos. Ontem, tive um choque tremendo: o meu marido ameaçou abandonar-me. O que faço?"


Cara leitora:
Não despere. O nosso conselho é: tenha o 18º filho. Felicidades para si, para o seu marido e para essa verdadeira equipa de futebol (com suplentes incluídos).

PROBLEMA: não consegue arranjar marido

"A minha irmã tem apenas 18 anos e já casou, na passada semana. Acontece que eu estou com 53 anos e não consigo arranjar marido. Deverei desistir?"


Cara leitora:
Não se enerve. Até aos 95 anos, a leitora pode ir sempre tentanto. Nesse caso, a melhor táctica é frequentar (com alguma frequência, convenhamos) bares, restaurantes, discotecas, clubes de striptease, casas de alterne, ir à praia de biquíni, assistir a espectáculos de trash metal, concertos de Verão...
Se a Lucrécia chegar aos 95 anos e não conseguir arranjar um marido, então aí é melhor começar a habituar-se à ideia de um bem provável celibato. Mas atenção: pode não ser uma situação definitiva. Boa sorte.

PROBLEMA: o marido não aparece

"Estou casada há, pelo menos, 30 anos (se não me falha a memória). Nunca na minha vida briguei com o meu marido. Até porque, logo após o casamento, ele fez uma viagem e ainda não voltou. O que me desespera é que ele nem uma carta escreveu, ao longo de todo este tempo. Começo a ficar preocupada. Será que devo pedir já o divórcio?"


Cara leitora:
Mantenha-se calma. Convém não se precipitar. Porque, como a senhora bem deve saber, a precipitação tem levado muitos lares rumo à infelicidade. E esse não parece ser - definitivamente - o seu caso.
Aconselhamos a Julieta a esperar mais 30 anos. Caso o seu marido não apareça (ou não envie sequer um postal), então aí aconselhamos a leitora a tomar uma atitude drástica. Opte, nessa altura, pelo divórcio. Preferencialmente amigável (nunca litigioso).

quinta-feira, janeiro 26, 2006

» » » Cardápio

Comes e bebes

Estimados clientes: advertimos que aumentámos a oferta no Streap Club da Doca. Além de servirmos bifanas com queijo e molho especial, temos fantásticas tostas mistas ao vosso dispôr.
Informamos igualmente que a nossa lista de champanhe foi revista, donde resultou a introdução de outras marcas às já disponíveis no nosso estabelecimento. Eis a lista completa:

Moët & Chandon Brut Imperial
Cuvée Dom Pérignon

Taittinger
Pol Roger
Salon

Cuvée Lanson

Veuve Clicquot
Ponsardin

La Grande Dame

Bollinger

Ruinart


Para mais, se comunica que hoje, 5ª feira, há a actuação da exuberante Katy, da estonteante Marie, da sensual Lucy e da maluca da Sabrinne. O material é novo, acabadinho de chegar do Leste, via cargueiros que chegaram há pouco ao Porto de Lisboa. Estamos só a ver se conseguimos desviar a atenção da Polícia Marítima, para ver que a entrada das raparigas é efectuada com sucesso.

» » » É só desta vez

Mau, mau!...

O nosso vasto e estimado público sabe bem porque somos os melhores: pela qualidade aqui da casa e, acima de tudo, pelo excelente material que muito honramos em mostrar.
Contudo, fomos confrontados por um grupo de mulheres histéricas que, com a desculpa de uma despedida de solteira, nos questionou acerca da posssibilidade de alugarem o Streap Club por uma noite. Exigindo, claro está, a exibição de streapers masculinos até altas horas da madrugada.
Bom, que esta seja a última vez, hein???! Cedemos pelo simples motivo de nos pagarem muito bem. Pronto, venham lá fazer a despedida de solteira, que nós vamos já providenciar a vinda dos machos...

» » » A confirmação

Tudo a postos

Pronto, meninas. Já contratámos a rapaziada para vir cá actuar ao Streap Club da Doca. Que esta história não se repita, hein? É que este estabelecimento é só para homens de barba rija.

» » » Nem só de streap vive a Doca

Pesadelos

Durante o intervalo em que decorreu a saída da Tieta e a entrada da Juracide, no plateau, dei por mim a pensar na vida. Enquanto aquela brasileira escaldante ia despindo a roupa - assumindo a habitual postura provocante -, a minha mente divagou por outras áreas menos eróticas. Foi então que imaginei...

...as piores coisas que podiam acontecer a Portugal em 2006:

1) Descobrir que o Zezé Camarinha é gay;
2) Saber que o José Castelo-Branco é, afinal, um homem;
3) Ver que Cavaco Silva é Presidente da República;
4) Constatar que o ponto anterior é mesmo verdade;
5) Descobrir que, na noite em que Cavaco Silva é eleito Presidente da República, Zezé Camarinha está no meio do povo em frente ao CCB, ouvindo o discurso e fazendo-se acompanhar por José Castelo-Branco que (vem a saber-se mais tarde) vive em união de facto com o Camarinha...

quarta-feira, janeiro 25, 2006

» » » Leilão da Doca

Ao desbarato

É com redobrado prazer que a gerência do Streap Club da Doca informa que vai proceder a um magnífico e singular leilão de artigos eróticos, que têm estado ao abandono no nosso Departamento de Perdidos e Achados. Sublinhamos que foi dado um prazo aos clientes para reclamarem os objectos.
Dado que ninguém se queixou, outra coisa não nos resta senão lucrar com o esquecimento dos tipos que frequentam o nosso estabelecimento. E para começar...

Algemas*
Descrição: artigo de metal, altamente resistente, com duas chaves. Ideal para dominadores exigentes. Artigo deixado no nosso estabelecimento em Agosto de 2005, por um polícia que frequenta, actualmente, o Queen's. Base de licitação: 29 Euros.

* O artigo em questão é o que se apresenta na foto. Não inclui a streaper que o utiliza.

» » » Procuram-se novos valores

Casting

Iglo e Ahab, proprietários do reputado Streap Club da Doca, informam que vai decorrer um casting para captação de novos talentos. As interessadas (só mulheres, não aceitamos travestis) terão de aparecer no nosso estabelecimento no próximo fim-de-semana, a partir das 23h30, fazendo-se acompanhar de um currículo, 1 foto de corpo inteiro (em nudez assumida) e 1 foto tipo passe.
Dá-se preferência a jovens entre os 24 e os 30 anos, com frequência universitária (sobretudo nas áreas de Bioquímica, Matemática Aplicada e Engenharias), com bons conhecimentos em Informática e Línguas (faladas e escritas).
As candidatas terão de desfilar na passerelle do Streap Club da Doca, submetendo-se ainda a uma entrevista pessoal. De notar que haverá também um exame escrito e, posteriormente, há uma prova oral.

» » » Da cabine de som do Streap Club...

Som, experiência...

- Alô... interrompemos agora a magnífica e estoteante actuação da Katy Rosvaldo, a jovem esbelta que nos chega do Brasil, para dar um recado a alguém que deve estar algures aí na plateia, a beber uma taça de champanhe fresca e a partilhar um dedo de conversa com uma das nossas acompanhantes escaldantes... Atenção, senhor Padre Amaro... tem uma chamada urgente para atender junto ao balcão principal, instalado pertíssimo das cabines do peep show... Muito obrigado... Voltamos agora ao palco, para nos darmos conta da sensualidade que transpira do corpo de Jessy, que nos chega também do país do samba, especialista em...

» » » Último aviso

Teimoso, hein?!

Avisamos o senhor da foto que não vale a pena insistir com o porteiro do Streap Club da Doca. Qualquer tentativa para entrar no estabelecimento será em vão, uma vez que deixámos bem claro ao Janicas Rambo (o porteiro, formado na escola dos Comandos) que o major está proibido de frequentar o local.
Julga que nos esquecemos da última vez em que, já tocado pela bebida, o senhor arrancou à dentada as ligas da Tieta, em pleno plateau?
Ganhe juízo, senhor.

» » » Streap-Tease / Serviço take away

Escolha, leve e entregue depois

Nem o Passerelle faria melhor. Eis que surge pela primeira vez, em Portugal, um conceito inovador no que toca à arte de tirar roupa. Simples: o cliente passa aqui pelo nosso estabelecimento, vê as streapers que estão expostas na montra, leva-as para casa e, consoante o tempo de «aluguer» (que pode ir até às 48 horas, ficando a comida, a bebida e a dormida por conta do cliente), qualquer pessoa pode assistir a um show na sua própria casa.

Advertência: o material tem de ser recepcionado nas mesmas condições aquando da sua expedição. Não se aceitam streapers com indícios de má utilização (arranhões e chupões, por exemplo). O Streap Club da Doca reserva-se no direito de obrigar o cliente a pagar a totalidade da mercadoria, caso se verifique qualquer anomalia na mesma.

» » » Propostas indecentes

Aguenta-te com esta*

«Roça-roça Total» e «Mostra-me o Teu Tubo de Escape» são as propostas para os serões de 5ª e 6ª feiras, respectivamente, no nosso Streap Club. A primeira consiste num grupo de 5 mulheres que, em troca de um singelo gelado da «Olá» (um Calipto de morango, no caso) se agridem mutuamente num tanque cheio de lama.
Quanto à segunda iniciativa - «Mostra-me o Teu Tubo de Escape» -, o objectivo é reunir um grupo de homens que, ao som das músicas do Toy, se vão despindo até ficarem em fio dental.

* título de uma das músicas do Toy.

terça-feira, janeiro 24, 2006

» » » Conversas à volta da table dance

Cicciolina na Doca

Para entrarmos com o pé (ou outro membro qualquer) direito neste novo ano (já passaram 25 dias, é certo, mas isso agora não vem ao acaso), o Streap Club da Doca tem o prazer de anunciar que vai levar a cabo a iniciativa «Conversas à volta da Table Dance».
Num espaço informal e que recupera os tradicionais ambientes de tertúlia, o objectivo é brindar os fregueses da Doca com uma boa conversa, na companhia dos amigos, partilhando uma garrafa de champanhe (desde que a cena não seja demasiado abichanada).
A primeira sessão das «Conversas» está marcada para finais deste mês. A convidada de honra será a Cicciolina, que ajudará a responder à questão: o tamanho é realmente importante?

Bom, Muito bom


agora que isto virou bordel, haja alguma coisa decente

» » » Apresentações

Aviso à clientela

A administração do Streap Club Doca dos Aflitos anuncia publicamente a sua abertura oficial para a temporada de 2006. Após um curtíssimo período de reflexão (mais ou menos 2 minutos), decidimos levar a cabo uma acção de despejo contra o senhor Silva, nosso inquilino desde ontem à noite.
Portanto, a Doca Presidencial de Belém encerrou (não esquecendo que, antes, o nosso estabelecimento já tinha sido um talho). O que queremos é gajas e, nesse sentido, optámos por transformar a nossa residência num lugar mais descontraído, informal, sexy e desinibido.
Feitas as apresentações, resta acrescentar que o sócio maioritário aqui do Club é o senhor Pinto da Costa. Agradecemos ao presidente do FCP o facto de ter acreditado neste projecto.

» » » A imagem do Club

A mascote

Budha Banana é a mascote oficial do nosso estabelecimento. Das várias propostas apresentadas na table dance, a da Tieta foi a mais convincente. Isto porque a "artista" se deu ao trabalho de desenhar o dito Budha Banana (o rascunho é o que se apresenta anexado a este post).
Numa atitude de profundo reconhecimento para com a streaper, a gerência do Club resolveu atribuir um prémio à Tieta: um envelope com os papéis para se proceder à sua legalização.

» » » Há show na Doca

Cabra

Estas "coisas" costumam sair de circulação, mas acabam sempre por regressar às origens. Falamos desse "objecto" intragável que dá pelo nome de Zé Cabra (que se celebrizou com o hit «Deixei Tudo Por Ela»).
O Departamento de Espectáculos do Streap Club Doca dos Aflitos tem a honra de anunciar que Zé Cabra dará um concerto único (duração máxima de 15 minutos de actuação, em playback), no próximo fim-de-semana. Mas atenção: as reservas são limitadas.

segunda-feira, janeiro 23, 2006

» » » O primeiro almoço presidencial

Feijoada

Informamos que o senhor Silva almoçou hoje, juntamente com a família, no Salão Nobre da Doca Presidencial de Belém. O Presidente acordou às 8h30, tomou um duche e optou por umas discretas torradas com manteiga, para o pequeno-amoço.
Para o primeiro almoço na sua condição de Presidente da República, o senhor Silva deu uma vista de olhos rápida pelo menu, preferindo uma feijoada (acompanhada por um tinto tirado à pressão do barril).
Desconhece-se qual será a sua opção para o jantar, mas fontes próximas do senhor Silva garantem que ele está inclinado para umas costoletas grelhadas.

» » » A análise política de Iglo

O rescaldo de uma longa «diarreia eleitoral»
Estupidez versus honra

A eleição de Cavaco Silva espelha bem a "inteligência" e a "sabedoria" no nosso nobre povo. E prova igualmente que sofremos de amnésia. Só através da junção destes dois factores se explica o facto de Cavaco ganhar (confortavelmente, digamos assim) à primeira volta.
A vitória da direita não constitui surpresa alguma, embora pese o facto do candidato ter sido já Primeiro-Ministro (deixando então o país à beira de um ataque de nervos). Por aqui se explica, pois, o estado de confusão mental dos cidadãos.

Com Cavaco na Presidência, estão criadas todas as condições para Sócrates governar sem grandes alaridos. Aliás, prevendo que Soares jamais seria eleito, só um nome poderia atormentar o espírito de Sócrates: o de Manuel Alegre.O regresso anunciado do «cavaquismo» vai permitir que Portugal continue a caminhar para o abismo.
Por um lado, teremos um Presidente da República que protege os interesses dos grandes capitalistas. Por outro lado, Sócrates vai poder respirar fundo nos próximos 3 anos e meio, graças à «limpeza» no seio do aparelho partidário de toda uma ala soarista (que tem teimado em paralisar o PS). A grande derrota de Mário Soares dará legitimidade para tal.

Importa agora convocar o Congresso o mais rápido possível, de forma a banir todos os que foram solidários com Manuel Alegre. Em resumo: José Sócrates tem o caminho livre dentro de um PS que não soube escutar os sinais a tempo, preferindo «esfaquear» nas costas um camarada corajoso e digno. Dignidade que, sublinhe-se, faltou a José Sócrates.
Vergonhosamente, o Secretário-Geral do PS avançou para o palanque no preciso momento em que Manuel Alegre iniciava o seu discurso. Tal feito indicia uma postura arrogante de alguém que cultiva o ódio, não suportando derrotas pessoais. O comportamento de Sócrates permite catalogar a sua personalidade bem ao jeito do seu estado actual: coxa e desiquilibrada.

Também as estações de televisão derraparam para a vergonha, escolhendo pôr no ar o momento em que Sócrates discursava - em detrimento de um candidato à Presidência da República que obteve o segundo melhor resultado (!!!). Que critérios permitem dar preferência a um Secretário-Geral em vez de um candidato oficial? Lamentável.

Agora que está encontrado o caminho para a desgraça, resta-nos a esperança de que Manuel Alegre saiba interpretar o resultado obtido pela sua candidatura. Tendo em conta que os eleitores socialistas repartiram a sua votação entre Cavaco (claro que os houve!), Soares e Alegre, espero que o poeta inicie agora um novo e alternativo percurso político.
O esforço para tornar possível a candidatura de Alegre superou todas as expectativas. E os resultados não foram nada desanimadores. Talvez tenha chegado a hora de surgir uma nova força política no país, pelas mãos de um grande homem que revela inteligência, espírito de luta e força de vencer.

» » » Exclusivo Doca Presidencial

Na foto: o cavaquinho português,
sentado no seu trono...

Os consultores do senhor Silva

A equipa do Doca Presidencial teve acesso excluviso ao «Envelope 69», no qual constam os nomes dos consultores que ajudarão Cavaco Silva durante o próximo mandato.

Para chegar a esta informação, o Doca teve de colocar um soporífero no copo de vinho tinto que o pessoal do catering serviu ontem ao jantar, no Salão Nobre da Doca Presidencial de Belém (onde, recordamos, Cavaco está alojado, dado que o Palácio de Belém está antiquado).

Eis, então, os nomes dos consultores e as respectivas áreas de acção (de referir que alguns dos consultores acumulam os pelouros com as funções políticas que desempenham actualmente) :

Mário Soares
Consultor para a terceira idade e assuntos sociais

Francisco Louçã
Consultor para a toxicodependência

Garcia Pereira
Consultor para as minorias

José Castelo-Branco
Consultor para eventos sociais e para assuntos de orientação sexual alternativa

José Sócrates
Consultor para o desporto (com especialização em ski)

domingo, janeiro 22, 2006

» » » Outro exclusivo Doca Presidencial

Zé Maria no Gabinete do senhor Silva

É oficial: Zé Maria, concorrente e vencedor da primeira edição do Big Brother (reallity show da TVI), foi a primeira escolha para a constituição do Gabinete de Imprensa de Cavaco Silva.
Zé Maria, natural de Barrancos, revelou um dom especial durante o referido concurso televisivo, ao construir uma relação bastante próxima e sólida com as galinhas que estavam num pequeno galinheiro anexado à casa.

» » » Tudo a postos para receber Cavaco

Cavaco a caminho da Doca Presidencial

Fomos os primeiros a chamar Senhor Presidente da República ao Prof. Cavaco Silva. E fomos os primeiros a dar-lhe guarida, ao fecharmos o talho da Doca - em detrimento da grande abertura da Doca Presidencial de Belém (que vai substituir o velho e antiquado Palácio de Belém).
A equipa da Doca Presidencial prepara-se, assim, para ir já de seguida ao CCB buscar o dito senhor. Ahab está neste preciso momento a fazer inversão de marcha à limusine. O veículo é o que está na foto.

» » » É preciso ter (muito) azar

Pequenez

A partir das 17h00, neste domingo, a habitual monotonia 'domingueira' foi sendo quebrada pelos directos feitos a partir das sedes oficiais de candidatura ou dos locais onde os candidatos vão discursar.

Bom, acontece que no meio de tanto palanque, holofote e cadeiras amontoadas (e prontas a receber os respectivos apoiantes), eis que me aparece no televisor um plano geral de uma pequena sala com três cadeiras e duas ou três pessoas a circular.

Nada de câmaras, nada de fotógrafos... Enfim, nada de nada. Apenas o que descrevi atrás e, a somar-se a isto, o candidato Garcia Pereira e a Paula Castanho, a repórter da SIC. Olha, Paula: vê a coisa pelo lado positivo. Pelo menos, não há atropelos nem grandes agitações...

» » » As revelações do senhor de Bruxelas

Bem oportuno, hein?!

Esta tarde, em solo português, Durão Barroso aproveitou para ir votar. De caminho, o «fugitivo» foi confrontado pelos jornalistas, a propósito do significado destas eleições. Barroso (ou, na versão americana, Burroso) lá adiantou que "é importante os portugueses irem votar".

Continuando o eloquente discurso, Durão acrescentou que "hoje está um dia lindo, um pouco frio, é certo, mas até bem mais quente do que em Bruxelas!".

Aí está a informação que o país precisava de saber num dia de eleições Presidenciais: confirma-se, portanto, que o tempo hoje em Bruxelas está um pouco desagradável...

» » » Ementa especial na Doca Presidencial

Prato principal
Perninhas de rã de cebolada
Belas perninhas suculentas e já devidamente esfoleadas, prontas a confeccionar. A acompanhar, uma dose de arroz basmati e batatas fritas aos palitos.




Entrada 1
Bucho de porco passadinho
A melhor tripa seleccionado dos melhores suínos. O bucho, cujas textura e paladar são sobejamente reconhecidas, é ligeiramente passado na grelha.




Entrada 2
Caracóis à moda de Iglo & Ahab
Caracoleta selvagem distinta, criada nos melhores montes alentejanos e devidamente limpa de qualquer vestígio de terra ou vegetais.


O manjar do senhor Silva

Relembramos que este sítio deixou de ser - por breves instantes - o talho da Doca. Agora, a nossa tasca assume-se como a alternativa ao Palácio de Belém. Somos, assim, a Doca Presidencial de Belém, apta a receber Aníbal Cavaco Silva, o Presidente da República Portuguesa. É só uma questão de horas para formalizar a coisa. Mas nós esperamos, não há problema.

Já circulam aqui na casa, a passo de corrida, os elementos que constituem a equipa do catering da prestigiada empresa «Pastel d'Bacalhau». Nota: isto foi submetido a concurso público. Concorrem outras duas empresas do ramo - a «Rissol d'Camarão» e a «Empada d'Galinha». Ficou a «Pastel d'Bacalhau» por apresentar melhores condições. E também porque se comprometem a levar todas as semanas, a casa de Iglo e de Ahab, cabazes de compras bem recheados e de borla.

Posto isto, resta-nos dar a conhecer, em primeira mão, a ementa com que vamos receber o senhor Presidente Silva. Para o jantar de amanhã, aqui na residência oficial da Doca Presidencial, sugerimos os pratos acima mencionados.

sábado, janeiro 21, 2006

» » » Honras da casa

Na foto: a vivenda de luxo (para férias) da equipa da Doca. Esta será a residência oficial do Presidente da República, mal acabe o tormento das eleições, a contagem dos votos e o processo de demissão do Procurador-Geral da República...

Viatura oficial da Presidência da República, ladeada pelos seus três motoristas (que, na verdade, são os motoristas privados de Iglo e Ahab).

Retrato do Presidente da República, Prof. Silva.

Doca vai ser a residência oficial do Presidente da República

Saudai o Sol que desponta
Sobre um ridente porvir;
Seja o eco de uma afronta
O sinal de ressurgir.
Raios dessa aurora forte
São como beijos de mãe,
Que nos guardam, nos sustêm,
Contra as injúrias da sorte.

Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!

(Hino Nacional, III Parte)

» » » Dicas úteis para o salsicheiro Ahab

A faca ideal

Caro salsicheiro Ahab: lamento que tenhas manuseado a faca de forma incorrecta. Pelo menos, deduzo que seja essa a origem do teu corte, pois evocas falta de experiência - num momento em que mal acabámos de mudar de ramo.
Um conselho: troca o teu faqueiro da loja dos chineses por um produto de qualidade sem fronteiras. É assim com as Facas Coqueiro. Passa por aqui, faz a tua compra online e depois vais ver o que é cortar carne a sério!
Os meus votos de rápidas melhoras.

sexta-feira, janeiro 20, 2006

da-se! cortei 1 dedo


É no que dá mudar de ramo sem preparação técnica adequada.

» » » Hoje vendemos CARNE

Lombo, túbaros e salsichas

Caros fregueses: se bem repararam, aqui o sítio da Doca está hoje transformado num talho. Por imposição do aumento dos preços da electricidade, do combustível e de serviços vários, fomos obrigados a reformular a nossa estratégia comercial.

Fica assim adiada a nossa intenção de levarmos por diante o tão apregoado negócio, numa ilha situada algures no Pacífico. O desenvolvimento do respectivo plano de negócio ficará por breves instantes na gaveta, aguardando pela descida do preço do barril de petróleo, da energia eléctrica e de outros serviços.

Posto isto, restou-nos apenas uma saída: abrir um talho. A solução resultou de um estudo encomendado à Eurosondagem, envolvendo ainda inquéritos de rua sobre os produtos mais consumidos actualmente pelos portugueses (no que toca à carne, pois claro). Conclusão: esta é uma altura propícia ao negócio da carne. Por isso, aqui estamos. De carne e osso.

Agradecemos que vejam atentamente a lista de produtos em destaque. Desde já, fica o alerta: isto é uma promoção. Dia de carne a preços baixos só mesmo nesta 6ª feira. Depois, o preço é sempre a subir. Não digam que não os avisámos.
Promoções do dia:

Febras da Pá de Porco: € 3.95 / kg
Bifinhos do Cachaço: € 4.98 / kg
Bife da Alcatra (Novilho): € 12.00 / kg
Coxas de Frango: € 5.38 / kg

Promoção não acumulável com outras em curso. Limitado ao stock existente. Preços de venda ao público, salvo erro tipográfico ou miopia por parte do consumidor. Talho da Doca: a garantia de ter boa carne à mesa. Salsicheiros de serviço: Iglo e Ahab.

» » » Perceber mais a CARNE

'Enchouriçar'

Chouriço de carne - é um dos mais célebres produtos de Portalegre. É feito à base de carne e gorduras de porco picadas e misturadas com pimentão, alho, sal, etc.
Subdivide-se entre o tradicional (feito exclusivamente com tripas naturais), o corrente (pode ser feito com couratos cozidos ou salmourados) e o extra (feito com carnes seleccionadas mais magras).
Todos têm uma consistência firme, uma cor avermelhada e brilho e distinguem-se também pelo teor em gorduras.

Chouriço mouro - é muito famoso em certas zonas do país. Tem uma cor escura e brilhante, que se relaciona com o facto de ser fumado.
É elaborado, essencialmente, com gorduras macias de porco, bucho, sangue fresco, vísceras e tecido muscular, temperado com cominhos, sal e pimenta, alho, vinagre, vinho e ligado com pão.

Chouriço de sangue - é um dos produtos típicos do Alentejo. Tem uma consistência mole e um aspecto baço, devido ao escaldão a que é submetido.
Dos seus ingredientes, fazem parte sangue fresco de porco e gorduras picadas, assim como alho pisado, pimentão, cominhos, cravinho, sal, pimenta, vinagre, etc.

Conselhos do CONTINENTE.

» » » A indústria da CARNE

O parecer que mudou o ramo

A 27 de Abril de 1983, a CITE recebeu uma exposição assinada por 42 trabalhadoras, apelando para esta Comissão diligenciar no sentido de se criar uma nova categoria profissional. A nova profissão seria designada «desmanchador-salsicheiro» e teria o conteúdo funcional do «salsicheiro», passando a categoria profissional «auxiliar de salsicheiro» a designar-se «salsicheiro».

Esta proposta baseava-se no facto de os profissionais, então designados «salsicheiros», desempenharem tarefas de abate e desmancho e os trabalhadores, então designados «auxiliares de salsicheiro», executarem tarefas autónomas e bem definidas - que não se enquadravam numa designação de «auxiliar».

A 3 de Abril de 1984, a CITE recebeu um parecer técnico, onde são descritas as tarefas inerentes aos postos de trabalho típicos da actividade e se conclui que:

a) existe rotatividade entre as tarefas de abate e desmancho e as tarefas de preparação de salsicharia fina, no sentido em que os trabalhadores do abate e desmancho, nos dias em que não há matanças, vão desempenhar tarefas de preparação de carnes, pesagem, cargas e descargas.

b) As mulheres estão impedidas de desempenhar certas tarefas de abate e desmancho (por exemplo, pendurar e despendurar o porco) pela necessidade de levantar pesos superiores aos permitidos pela Portaria n.º 186/73, de 13 de Marco, vendo-se assim impossibilitadas de serem classificadas como «desmanchador-salsicheiro».

quinta-feira, janeiro 19, 2006

» » » Pontos de vista

Versão actual do Batatoon

quarta-feira, janeiro 18, 2006

» » » Para memória futura

Olh'ó Robot!

Não vamos sequer discutir o estilo. O que importa é dar a conhecer a residência fixa da Lena d'Água que, desde há alguns meses para cá, se dedica a organizar um álbum fotográfico online impressionante. Já para não falar do blog; para ser consultado sempre com uma melodia no ouvido.

Para ver o álbum é AQUI. E para espreitar o blog é AQUI.

» » » Manual de instruções

Dar aos dedos

O Capitão Ahab não deseja que ninguém passe as «passas do Algarve» (perdoem a redundância e o trocadilho) na hora de «enrolar uma». Porque Ahab é um marinheiro sábio, experiente e bem vivido, ele teve o cuidado de me oferecer um manual de instruções por alturas do meu aniversário.
Já lá vão uns bons anos, é certo, mas vale a pena registar este guia que acompanhou a embalagem de cartão com 1,5 Kg de «hax». Essa sim, a verdadeira prenda de aniversário. Enfim, Ahab é assim: sabe surpreender verdadeiramente os lobos do mar.

» » » Recados

Super Mário

Ora bem, o Governo mandou Mário Soares dizer a uns trabalhadores de uma certa empresa que a dita cuja não iria ser privatizada e que, por isso, toda a gente podia estar descansada.
Em duas linhas: Soares não passa de um moço de recados que arrasta o corpo enrugado e cansado e que deveria estar a repousar durante o resto da vida. Se o virem, mandem-lhe o recado, por favor.

terça-feira, janeiro 17, 2006

» » » Correspondência

Fernando Rocha

Do prestigiado contador de anedotas Fernando Rocha, recebemos um e-mail que, desde já, agradecemos. As palavras do Fernando - embora conhecendo o seu vocabulário peculiar - são sempre acolhidas de bom grado e, caso a ausência de palavreado assim o permita, serão sempre publicadas. É o caso deste tal e-mail. O Rocha deu-se ao trabalho de mandar uma curta mensagem ao «Doca» - atitude que, da nossa parte, merece toda a consideração e reconhecimento. Assim sendo, eis então o conteúdo do e-mail supracitado:

«Caros amigos, peço desculpa. Acho que me enganei no endereço de e-mail. Ass.: Fernando Rocha»

Muito obrigado, caro Fernando Rocha. É sempre bom receber notícias tuas. Com a vantagem de não termos de levar com as tuas anedotas...

» » » Negócio fechado

A Caille é nossa!

Meu caro Capitão Ahab: bem sei que este não é o momento mais oportuno. Segundo me contou certo passarinho, estás (à hora precisa em que escrevo esta missiva) entregue às mãos da Vanessa e da Juracide, essas duas brasileiras ninfomaníacas e depravadas. Peço-te apenas um favor: não me dês cabo do chicote nem do fato de cabedal. A última vez que o emprestei, tive de mandar a minha vizinha coser os buracos largos que apareceram na vestimenta. Que a história não se repita!

Vamos ao que interessa: na senda da nossa intenção de avançarmos para a compra de uma ilha (com vista à concretização do tal negócio pioneiro e altamente rentável), informo que tomei a liberdade de «sacar» da nossa conta conjunta cerca de 10 milhões de dólares. Uns trocos, portanto.

Mas tem de ser, meu caro Ahab. Repara na potencialidade do investimento: 400 acres de terreno fértil, com 2 vulcões separados por um pequeno vale, clima tropical, em pleno coração do Mar das Caraíbas. Assim é na Ilha de Caille (localização: Lat. 12 deg 13’ N, Long. 62 deg 35’ W).
Tudo isto, caríssimo Capitão Ahab, por uns míseros 10 milhões de dólares. E que podem ser pagos em suaves prestações.

Confirmar a excelência da Ilha de Caille... AQUI.

» » » Ramificações

O outro «suplemento» do DN

Já aqui se deu conta das interessantes opiniões que, ultimamente, alimentam as páginas do DN. Importa agora - por diversos motivos - referir que tais linhas de pensamento se prolongam pela «web» adentro, bem ao jeito de um polvo. Mas deixemos a gastronomia e vamos à Glória Fácil.

» » » Cavaco Silva e os outros

Silêncio!

Irrita-me o silêncio de Cavaco Silva. Por outro lado, perturba-me quando o homem abre a boca. Porque, quando o faz, basicamente não acrescenta nada de novo.
É por tudo isto e muito mais que gosto, cada vez mais, de Mário Soares. Esse, ao menos, está sempre a falar e - por conseguinte - a dizer asneiras. E se está calado é porque está a dormir a sesta.

Já agora: gostei de ver Jerónimo de Sousa a chorar, ao deparar-se (não me lembro bem onde) com um grupo de crianças que gritavam o seu nome euforicamente. Da duas, uma: ou Jerónimo chorou porque se lembrou que aqueles putos (infelizmente) ainda não têm idade para votar, ou então lembrou-se dos tempos em que os comunistas comiam crianças ao pequeno-almoço.

Só não vi o Manuel Alegre nem o Francisco Louçã. Fui à casa de banho e, provavelmente, devo ter perdido a cobertura jornalística acerca da passagem das caravanas dos dois candidatos por esse país fora. Ah!, claro: também não vi sinais do Garcia Pereira. Mas isso já é habitual.